Home > Notícias > Meio Ambiente

Divisão de Meio Ambiente em parceria com a Diretoria Municipal de Educação trouxe Oficina Pedagógica, voltada para área de Educação Ambiental

24/02/2015
Comunicação Social

Fixed Dimensions

Images with fixed dimensions
images/35x35/1.jpg
 

Com o objetivo de formar multiplicadores para trabalhar com a educação ambiental nas escolas, foi realizado no dia 20 de fevereiro, em Santa Rosa de Viterbo, a “Oficina Pedagógica Cultura Ambiental nas Escolas”, com a participação de monitores pedagógicos da rede municipal de ensino. O evento, que foi promovido pela Divisão de Meio Ambiente em parceria com a Diretoria Municipal de Educação, e pela empresa Arte e Vivências, durou oito horas. Com o objetivo de auxiliar na formação de multiplicadores ambientais, a oficina abordou assuntos como: a Lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que inovou no tratamento desses resíduos, a fim de reconhecer nele um bem econômico, atuando como agente promotor de cidadania e gerador de renda, valorizando a coleta seletiva.
O Diretor Municipal de Educação, Fabio de Melo, ressalta a importância do envolvimento dos docentes nessa oficina. “Levar informações para dentro das salas de aula é de fundamental importância para o desenvolvimento de uma política ambiental mais adequada e sustentável. Além disso, para que se alcance resultados mais abrangentes na área ambiental é essencial que os órgãos de conscientização e controle trabalhem de forma integrada.” 
De acordo com a Chefe de Divisão de Meio Ambiente, Ana Beatriz Cervi “discutir essa temática com os professores é indispensável no trabalho de conscientização dos alunos e, consequentemente, na formação de multiplicadores, já que o aluno levará para casa o que aprendeu na escola. Hoje, o município conta com um sistema de coleta seletiva que foi reformulado para melhor atender a demanda e reciclagem no município”. 
Na sua ótica, o ideal é que as novas gerações tenham total consciência da forma como o mundo acontece e como elas próprias participam, pontuam. "É plantar uma semente que garanta a subsistência das novas gerações. Afinal, o Planeta inteiro pede socorro e se aquece a cada dia. Plantar árvores, despoluir rios, proteger animais, etc., insere-se entre procedimentos imprescindíveis. É semear parte da consciência de que a garantia da vida está atrelada ao respeito às fronteiras da natureza", conclui. O evento, que começou às 8h00min e finalizou às 17h00min, contou com a presença de aproximadamente 50 pessoas, que levarão os conceitos aprendidos para as salas de aulas, contribuindo no aumento da taxa de reciclagem e educação da população.

Outras Notícias



Portal antigo