Home > Notícias > Meio Ambiente

Associação de Agentes Ambientais Catadores de Recicláveis, com o apoio da Divisão de Meio Ambiente Municipal, iniciará trabalho de coleta seletiva no

30/06/2014
Comunicação Social

Coleta seletiva - imagem ilustrativa

A partir desta segunda-feira, 30 de junho, a Associação de Agentes Ambientais Catadores de Recicláveis, terá apoio da Divisão de Meio Ambiente para iniciar trabalho de recolhimento de resíduos recicláveis no município. A remoção, porta-a-porta, recolherá em todos os bairros do município, materiais recicláveis gerados pelos domicílios, numa atividade semelhante à coleta regular. Nos dias e horários determinados, esses materiais serão recolhidos da frente dos domicílios, sendo, então, encaminhados ao Centro de Triagem de Recicláveis através do caminhão da coleta seletiva.

A reciclagem de lixo tem um papel muito importante para o meio ambiente. Por meio delas, recuperam-se matérias-primas que de outro modo seriam tiradas da natureza. A ameaça de exaustão dos recursos naturais não renováveis aumenta a necessidade de reaproveitamento dos materiais recicláveis, que são separados na coleta seletiva de lixo.  Fazer a separação adequada desses materiais é deixar fora do lixo tudo que pode ser reciclado. A separação ou triagem do lixo deve ser feita em casa, na escola ou na empresa.

O acondicionamento e a coleta, quando realizados sem a segregação (separação) dos resíduos na fonte, resultam na deterioração, parcial ou total, desses materiais. O papelão, por exemplo, se desfaz com a humidade, tornando-se inaproveitável; o papel, assim como o plástico (sacos e outras embalagens) sujam-se em contato com matéria orgânica, perdendo valor; e os recipientes de vidro e lata, enchem-se com outros materiais, dificultando sua seleção. Também a mistura de determinados materiais à matéria orgânica, como pilhas, cacos, tampinhas e restos de equipamentos eletrônicos pode piorar significativamente a qualidade do composto orgânico produzido, além de contaminar o solo.

É importante lembrar que a coleta de resíduos de nada adianta se eles não forem separados na fonte geradora. Um programa de coleta seletiva não é tarefa difícil de realizar, porém é trabalhosa, e exige dedicação e empenho de toda a população. “Essa ação, além de contribuir para a preservação do meio ambiente, possibilita a redução das quantidades de resíduos recicláveis a serem dispostos em aterros diminuindo seu tempo de vida útil, além de criar oportunidade de fortalecer organizações comunitárias, como a associação de catadores, gera emprego e renda pela comercialização dos recicláveis”, esclarece Ana Beatriz, chefe de divisão do Meio Ambiente. Para sucesso, portanto, é preciso empenho, dedicação e participação de toda a população. Chegou a hora de agir.  Acerte no alvo e separe todo o seu lixo. Respeitar o meio ambiente é respeitar a vida.

 

Cronograma da coleta seletiva:

 

SETOR 1 – Segunda -feira

Bairro LUA, Jardim Petrópolis, Jardim Itamaraty, Jardim Dom Bosco, Jardim Nova Roma, Jardim Primavera, Jardim Elite, Franco Montoro.

 

SETOR 2 – Terça-feira

Jardim do Sol, Jardim Aquarius, Vila Ranzani, Vila Barros, Nova Santa Rosa, Vila Bandeirantes, Jardim Alto da Boa Vista, Jardim Morumbi e Parque do Sol Nascente.

 

SETOR 3 - Quarta

Jardim Planalto, Jardim Boa Vista, COHAB I.

 

SETOR 4 - Quinta-feira

COHAB II, Júlio Moretti, Res. Luiz Gonzaga, Jardim das Flores, COHAB III, COHAB IV e Ari Carneiro.

 

SETOR 5 - Sexta-feira

Centro, Santa Terezinha, Vila Mendes.

 

Materiais recicláveis: Papel, papelão, vidro, metal e plástico.

Materiais não recicláveis: Também chamados de lixo úmido ou simplesmente lixo, composto pela matéria orgânica e pelos materiais que não apresentam atualmente condições favoráveis de reutilização.

 

 

Outras Notícias



Portal antigo